sábado, 24 de dezembro de 2011

Eu sou gay!

A frase do título foi o presente de natal que minha mãe ganhou há poucas horas atras. Ok, eu sei que não é o melhor dos momentos, sendo que corri o risco de acabar o Natal de pelo menos três pessoas: o da minha mãe, da minha irmã e o meu. Mas eu cheguei no estagio de não agüentar mais. De achar que não fazia mais sentido guardar isso comigo - eu precisava urgentemente que as pessoas que mais amo nessa vida soubessem para que eu sentisse o que seria de nossas relações. 

A minha mãe recebeu a frase com uma cara de surpresa esperada, porém nunca desejada. Claro, Eu entendo o lado dela. De certo, havia muitas expectativas em cima de mim, mas também precisei muito reforçar o meu lado. Foi-se toda a adolescência e parte da mudanca dessa fase para a fase adulta com essa não compreensão ou não aceitação sobre mim mesmo. Eu tentei dizer tudo o que pudesse. Tudo aquilo necessário para uma libertação completa. E tento fazer a partir daquilo que a emoção deixou. 

Não houve gritos, nem choros intermináveis. Houve momentos de silencio. Momentos de Pequenas reflexões. Tentei falar que não adianta buscar motivos ou culpados. Mostrei que não é doença - Apesar disso ser difícil de aceitar. - não, não é doença. E também não é opção como você diz: É condição. Eu nasci assim - não pedi para ser assim. Mas me aceito e posso falar que sou muito feliz de aceitar quem eu sou e saber que não sou doente. Doente é quem faz mal para os outros, quem quer ferrar com os outros. Eu quero só ser feliz! 

Falei muito da grande diferença entre doença / opção / condição. É algo que pedi que entendessem e que falassem corretamente. Não quero que ouçam coisas de pessoas que não tem informações o suficiente e pensem que é algo adquirido. "É como ter olho verde e colocar uma lente azul. Todo mundo vai pensar que você tem olho azul, mas seu olho verde continuará lá. Você pode mascarar, mas sempre terá seu olho verde. Referencia meio sem noção, mas é o que veio na cabeça. No final das contas, busquei mostrar que continuo o mesmo. Eu já era assim mesmo que ainda não soubessem. 

E não, eu não vou me tornar mais um gay de novela - espalhafatoso e estereotipado -, eu vou continuar eu. Só isso. Pediram que eu me mantenha discreto. minha irmã foi um pouco mais fundo: "se tiver namorado, não apresente. Se for, apresente só aqui em casa, mas como amigo e guarde para você". Eu novamente disse que não vou deixar de ser eu, mas jamais vou esconder alguém que eu amar. Disse que infelizmente muitos casais não podem nem ao menos andar de mãos dadas nas ruas. "Mas é normal isso? E se eu chegasse com uma mulher e dizer que é minha namorada? Você vai gostar?". Preferi nem argumentar muito contra isso. Eu sei que minha irmã vai precisar de um bom tempo para digerir isso. A sorte dela - não a minha - é que não tenho namorado. 

Enfim, parce tudo normal. Continuo o filho e o irmão. Não tem nada diferente e nem precisa ser. Pedi que mantivéssemos o carinho e o respeito, já que é isso que eu busco dentro de casa, Já que lá fora todos nessa condição ou em outras parecidas recebemos uma grande dose de preconceito e ódio todos os dias. Mas, como sempre, busco as coisas boas e pretendo ser sempre mais feliz, dia após dia. 

Eu queria agradecer a varias pessoas que me encontraram pelo blog e sabe da minha história! Obrigado a vocês! Vocês sabem quem são vocês nesses agradecimentos especiais e cada um, das mais diversas formas, foram extremamente importantes para isso e, portanto, são importantes para a minha vida. Eu não sei mais como agradecer. Quem conhece, sabe que isso é do fundo do coração e sincero!!! Então, acho que consegui um dos meus desejos para 2011: Entrar 2012 com a alma mais livre possível e com um bem estar pessoal real. Então vem, 2012!!! Você é só o começo! Serio, Maias!!!

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Me respeita!

O vídeo abaixo é um documentário feito pelos alunos da UFOP (Universidade Federal de Ouro Preto - MG) sobre a homofobia na Universidade.

Quero deixar meus parabéns aos alunos, não somente pelo fato de fazer um documentário sobre o combate a homofobia, mas também pelo fato deste vídeo ser singelo, simples, mas percebe-se que foi feito com um carinho real, com algo muito sutil e sincero.

Vale lembrar que está presente no vídeo o Releandson do Carmo, do blog Eu só queria um café...

O vídeo é tão singelo que, talvez pelo fato de eu ser gay, as coisas pareçam tão mais simples para mim do que para as outras pessoas. Realmente... ok, eu gosto de garotos. Boom! E daí? Que diferença isso faz na vida de outra pessoa (sem ser a minha ou com a qual eu me relaciono)?

Ok, por hoje, com certeza, vale mais o vídeo! Aproveitem e curtam as mensagens, as falas, os sotaques...


domingo, 18 de dezembro de 2011

As Marias Purpurina

Essa reportagem tem que ser mostrada!

Utiliza de estereótipos, claro, mas eles não deixam de ser verdade.

Bem, resumo da ópera é sobre as garotas hetero que saem para as boates gays e ficam com gays. Bem, isso tem acontecido, então... tá aí!

Por que elas desejam os gays?

Maioria que é bom?

Estava eu lendo o site Homorrealidades e vai que me aparece a seguinte questões que têm andado pelo congresso... 8 propostas para acabar com a união civil entre pessoas de mesmo gênero. Com certeza, essa foi nossa (gays, lésbicas, bissexuais, transsexuais...) maior conquista neste ano.

Eu concordo! Devem acabar SIM com essa coisa de gay casar! Viado casar? Oi? Isso é coisa da minoria, não é? Então pára logo com isso, porra!

Aproveita e volta com a escravidão, porque também era a minoria dos brancos que queriam a liberdade dos negros.


Aproveita e bate nos evangélicos, porque é a minoria das pessoas que querem ouvir pregação às 8h da manhã no domingo.


Aproveita e faz um concurso público e entra pro governo, porque a maioria lá rouba e, já que roubam, você pode roubar também. Porque a minoria que não rouba é idiota.

Aproveita e fale mal, arrebente, acabe com o Brasil, porque a minoria pensa que ele presta. Quem presta mesmo é os EUA. E olha que é a minoria que já saiu desse país para realmente saber.

Não bote culpa no país no qual algumas pessoas são alienadas por um esporte no qual o que se importa não é o prazer de jogar nem a integração que ele deveria trazer, mas sim é só o dinheiro, e/ou onde algumas religiões jogam The Sims com seus fiéis. O Brasil não tem culpa da ignorância de alguns de seus habitantes. Se esses ignorantes são a maioria ou a minoria, isso tanto faz! Pelo menos prefiro manter contato ou conhecer aqueles que sabem que, se alguém tem que lamentar alguma coisa, isso é o Brasil - o país, a Terra-Mãe.

sábado, 17 de dezembro de 2011

Is it just me?

Oi gente! Tempão que não escrevo. Fato que a preguiça toma conta e também muito cansado esses dias. Sagitarianos ficam mais velhos nessa época, aí já viu...

Bem, eu continuo a rindo do que eu acabei de ver: um filminho delícia. Sabe aquela história de que não se pode julgar o livro pela capa? Well... nem um filme também.

Não havia levado muito a sério a indicação do meu amigo tumblr Refugiando (brigado, amigo!!!). Fui googlar o filme que ele havia recomendado e a capa é esta aí do lado.

Eu falei com ele que tava com preguiça de mais um filme besta temático. Enfim... quebrei a cara, né!

O mais engraçado, o Blaine, o protagonista, me lembra muuuuuuuito uma pessoa! Hahaha. Ele o sr. Certinho que busca "O" cara certo para vida toda. Ou seja, é muito "very fashioned" gay!

Embora o filme tenha essa capa que parece ser engraçado, ele, de fato, não é. A não ser se rola uma certa identificação com o personagem e você meio que se coloca no lugar ele e vê as merdas que ele faz! Então, você já sabe onde esse filme vai parar: guardado do lado de Shelter como um dos seus filmes favoritos. Shelter, por sonho mesmo; Is it just me? por identificação.

Eu não sei onde se pode baixar o filme (aqui!!!), mas com certeza não será difícil achar.

É altamente recomendável você também baixar o DVD da Adele para você, sei lá, ouvir depois do filme quando, sei lá, estiver escrevendo no seu blog, talvez. Já que, assim, você pode ouvir Miss-Best-2011-singer cantar umas fossinhas e, nos intevalos entre as músicas, gozar da própria cara de também ser uma forever alone.

Porque é melhor aproveitar da mocinha inglesa e curtir junto enquanto não aparece um Xander cantando "I will be here for you, if you'd be here for me" para você.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Real sonho

Sabe aquelas madrugadas que você não consegue dormir por estar pensando em algo que não te deixa dormir? Tipo... hoje!

Eu sou um bobo, um otário, talvez. Eu sonho o mais real sonho de ter alguém para amar incondicionalmente e, claro, ser amado do mesmo jeito.

Principalmente hoje em dia que tudo é tão dinâmico e as pessoas se fazem de descartaveis. É tão ruim escrever isso quanto ler, mas sim, é verdade.

Enfim, eu não vou me estender. Hoje eu só estou pensando em amor. Nada compusório - só puro mesmo.

Fazendo sentido ou não, é só um sonho por enquanto. É só algo tão real na sua forma irreal. Não posso eu descrever isso - o amor - sem ao menos o conhecer mais profundamente. Hoje já vale só por sonhar.

Dias (d)esses

O amor está para vir
Talvez não
Talvez ele esteja apagado, sumido, esquecido em algum canto
Ele não quer se mostrar; não quer especulações
Não quer ser o centro das atenções,

Pode ser que seja tímido
Esteja esperando um pouco de coragem
Uma vontade maior, uma explosão de realidade

Quem sabe esteja arquitetando algo sem precedentes
Uma forma de guerra contra a tristeza
Algo que não dá para imaginar,
Pois atacará sem armas capaz de revidar

Esse amor que está por vir e nunca chega
É o mesmo que chegará sem ser esperado
Ou aquele que não fará sentido mesmo
Não sendo capaz de ser descrito

O amor não está aqui
Não se pode saber onde está
E não importa
Deixe ele apenas existir
Seja lá onde ele estiver


sábado, 3 de dezembro de 2011

Please


Tem gente que faz jus ao termo "evolução"!!!   \o/  \o/  \o/

Quem?

Gente... sabe aquelas coisas que você tem até vergonha de compartilhar, mas PRECISA contar aquilo para alguém??? Pois é... vou falar com vocês!!! Hahahaha

Uma amiga minha (racha sapa! -- um pouquinho do Gay Language!!!) me manda um sms sobre as novas experiências dela: 

"Amor, só digo uma coisa: Sandy tem toda razão! :)

HUAHAUAHAUAHUAHAU. Tem como não amar???

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Pra Lembrar de Você

Tem umas coisas que eu acho não sei da onde... tipo este vídeo que tá aí embaixo, que é... wow... sem palavras! Lindo! Sei lá se sai mais alguma coisa!

Eu tentei economizar na minha moralidade (chata!) em relação as drogas, visto que tem uma pequena citação no final do vídeo (e eu particularmente sou extremamente contra elas!), não vou deixar esse (lamentável) fato atrapalhar algo tão bonito. (Sorry, people... para ser feliz a gente não precisa de drogas!)

Enfim... tá aí o vídeo. Pode pegar um babador e um lenço, por que o negócio é tenso, se você também é um forever alone!


terça-feira, 29 de novembro de 2011

Ser / estar

Oi aí...
hoje é um dia daqueles que se acha a vida muito chata. Que nada parece estar indo para frente. Que se pensa que ser #ForeverAlone é o destino indiscutível.

Bem, é importante deixar isso aqui, neste meu cantinho. Eu falo muito em felicidade. E, de fato, é muito diferente "ser" feliz e "estar" feliz (sorry English-speaker people! -- it doesn't make any sense at all to you).

Não que eu não seja feliz - só não estou em um dia legal. Mas o ponto aqui não é me lamentar - principalmente porque isso não tem nenhum motivo que eu me lembre que seja tão relevante -, mas é deixar bem claro que isso acontece e é normal, desde que seja breve! Ninguém gosta nem quer viver num estado de "não felicidade" prologado. Pelo menos eu não.

Às vezes da vontade de que as coisas fossem diferente. 
Talvez você quisesse que o sol brilhasse. 
Talvez que o ônibus não tivesse tão lotado. 
Que você não ouvisse as pessoas falando como se orientação sexual definisse você como um ET. 
Que as filosofias tão divagadas pelo Facebook fossem postas em práticas pelas próprias pessoas que a postam.
Ou que você tivesse alguém que fosse único para você e você também fosse.

Enfim... coisas que você (eu!) queria! Coisas que não são controláveis e é até bom ser assim, porque a vida é uma caixinha de surpresa mesmo.

Como eu disse, é muito mais fácil colocar as idéias na tela do PC quando está tudo uma confusão ou se tem uma tristezinha. E, portanto, eu sei lá qual é o motivo desse post! Acho que o motivo aqui é o orgulho de ser brasileiro e saber que SER e ESTAR são diferentes. Ou, talvez, o motivo, é saber que a tristeza é só um intervalo entre duas felicidades.

E por isso, deixo esse vídeo do amigo australiano que tá feliz! E eu vou deixar de especial pro piázinho que "atrapalhou a continuação da minha tristeza". Valeu, piá!

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Gay Rangers

Mais uma indicação do Artur, que já é quase co-autor do blog (valeu piá!!!)... Gay Rangers. Porque, né?... nem tudo é só papo sério. Eu já sabia da existência desse vídeo a mais tempo, mas e a preguiça? Mas valeu a pena... é bem engraçado. O Leandro é super gente boa. Dá para ver nos vídeos dele. E já teve um vídeo dele láááá atrás no blog... vale a pena conferir os GAY RANGERS (não... acho que isso não vai acabar com sua infância!!!)

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

"Gays voces são felizes ou aparentam uma falsa felicidade?"

Sei lá porque cargas d'águas eu achei essa pergunta aqui agora:


Well, nem quis pensar... fui ver as respostas... achei essa...

OliverKing:


Eu sou feliz.

Tenho um emprego legal, tenho uma mãe que me ama, tenho um gato meio burro que me faz rir sempre. Tenho amigos, tenho um chefa bacana, tenho uma vizinhança barraqueira e desleixada, que faz muita comédia.

Tenho também minha banda de garagem e meus amigos virtuais que pretendo conhecer.

Não há motivos para viver triste pelo meu ponto de vida.


Com tantos motivos para sermos felizes, vamos procurar a infelicidade para quê?

A Thousand Years

Oi gente... deixando aqui a indicação do piá meu amigo Artur... Christina Perri! Ele falou que ia ser mais fácil para eu guardar postando aqui no blog! Então, posto! Tá tinha articulado aqui na cabeça um esquema de pensar nas lindezas da Christina Aguilera e da Katy Perry e juntar tudo, mas o piá deu uma ótima indicação! E fica para todo mundo! Só uma coisa... cuidado... essa música dá uma vontade de amar! #ForeverAlone

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Meu filho é gay e agora?

Gente... pode voltar aqui depois de 5 minutos de ter postado?

Voltei por esse vídeo aqui...


Bem, na verdade não foi só o filme... foi lembrar de coisas do blog aqui tb!

Alguns vem aqui porque estão em dúvida sobre sua sexualidade, sobre a sexualidade de outras pessoas - muitas vezes seus filhos e, como esperado, não deixam nenhum comentário.

O que acontece é que sempre tem muita gente preocupada com a condição sexual do outro. E não vou ser muito filósofo por agora.

Eu, talvez por ser gay, não sei qual é a diferença entre ser gay ou não! Eu não sei como beijar um homem ou uma mulher me faz diferente de qualquer outra pessoa que beija exclusivamente uma pessoa do sexo oposto. 

É sério isso! É retardado pensar assim? Pensa... que raios de diferença faz? E como uma vez eu vi nesse blog aqui, simplesmente não faz diferença.

Depois de "descobrir" que alguém é gay, "alguém" não deixa de ser quem é. "Alguém" não vira o pervertido ou outra pessoa. Cara... eu devo ser muito ignorante, pq eu simplesmente não acho a diferença!

Você que é pai, mãe, tio, tia, primo, prima, avó, avô, colega, amigo etc e está preocupado com a condição sexual (ou como mais usado, "ORIENTAÇÃO" - pq "opção" não, tá?! Opção tem você de entender ou não!) do seu filho, sobrinho, neto, amigo etc saiba que mais antes de não ser fácil para você, não é fácil para a pessoa que "não se enquadra nas normas sociais". Lembre-se que a homofobia vai muito além de dentro de casa. Temos um mundo de preconceito para vencer, mas se não pudermos contar com quem a gente ama, sempre fica tudo mais difícil.

Já cansa falar que ser gay não é doença, não é aberração! Vamos começar a ver as coisas mais amplas! Pegar aquela visão de burro de viseira, enxergando só aquilo que quer ver não dá mais.

Eu acho muito improvável isso acontecer, mas né... não custa! Se você for um desses caso, fale aqui no blog ou mande um email! Se dê a oportunidade de conhecer mais sobre quem tem uma orientação sexual diferente daquele padrão heterossexual tido como normal. Porque normal é ser feliz, é ser digno, é ter caráter. Coisas diferentes disso (no sentido negativo, claro!), talvez sim sejam anormais. Mas querer ser feliz, indepedentemente da forma, se estiver sendo feliz sem prejudicar ninguém, isso é válido!

PS: Saudade demais daqui!!! Prometo voltar a escrever de um jeito menos viajado (como se fosse possível, né...)!!!

sábado, 12 de novembro de 2011

Too much stuff

Oi! Tudo bem aí, gente? Quanto tempo eu não apareço por aqui, né? Porque assim... para quem costumava postar trezentas vezes por dia, uma semana é eternidade.

Um amigo me disse isso... que tinha um tempo que eu não postava. Expliquei que parece que é mais fácil escrever quando se está triste e/ou quando temos mais questionamentos na cabeça.

Sobre estar triste, é algo que sempre é momentâneo. Não acho que dá para viver sendo triste o tempo todo. Bem, tem pessoas que vivem assim, mas infelizmente não posso fazer muita coisa por quem escolhe se sentir assim (porque tem gente que é escolha mesmo!). E, para falar a verdade, não tenho ; paciência com quem é assim; prefiro ficar longe. Egoísmo meu? Talvez, mas eu não suporto infelicidade por simplesmente ser um estado de ser. Pegando uma frase que vi ontem do Vinícius de Moraes: "O sofrimento é o intervalo entre duas felicidades.". Bem, faz sentido, né?

Quanto ter questionamentos, esse tá complicado... porque já não estão tendo muitos de mim para mim mesmo! Explico: estou, se não completamente, bem à vontade comigo e com minha condição sexual.

E o uso do termo "condição" é meio complicado. Eu mesmo acho difícil, mas vamos lá. "Condição", apesar de ser um termo um tanto quanto inflexível, é o que eu acho que mais aproxima da explicação do que é "ser" simplesmente por "ser" sem dar muito espaço para questionar o porquê disso.

Lembrando que o termo "opção" está totalmente fora de discussão por motivos óbvios, o termo "orientação" ainda me parece meio flexível demais, porque, para mim, "orientação" é aquilo que se é induzido a fazer e acho muito difícil alguém viver numa sociedade ou em um espaço, casa, sei lá, no qual se é "orientado" desde pequeno a não seguir as "regras-padrão sociais". Enfim, embora "condição" seja um tanto quanto rígido, é uma condição! É do jeito que é!

Bem, eu não sei porque comecei a falar disso... (isso que dá começar a escrever e ir fazer outras coisas...), mas sei lá... vamos para assuntos aleatórios!

Esse mês tem sido bem louco, porque foi muita coisa para fazer! Coisa boa, por sinal! Coisas da facul, por exemplo, nada! Não tenho visto nada em relação a ela, porque já passei da fase de animação e agora é só aquela de ACABA, POR FAVOR!!!

Ok, como dá para perceber tá tudo nada com nada, mas é porque esse mês tá assim! É muita coisa louca! Mas calma... não são drogas, pq JAMAIS usei e pretendo continuar assim! Ser sagitariano já é muito motivo para ser doido.

Hoje só passando para falar que é bom ter isso aqui! É bom ver que alguém realmente lê esse blog (pq eu sei que texto grande dá preguiiiiiça!!!) e que tem gente que pensa um pouquinho parecido. Ou será que só eu que quero paz e amor??? Muito dos dois!!!
Hahaha! Beijo, gente!!!

PS: As fotos do Darren Criss foram só para ninguém prestar atenção nesse texto todo sem noção, já que, né... tem coisa melhor para ver!

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Passing By

Oi todo mundo! Saudade daqui! Hoje eu estou naquela preguiça brava! Mas, também, feriado na quarta não é para render muita coisa, né?!

Coisas rápidas hoje...

1. Tá rolando no Facebook aquela coisa ridícula ridicularizando a doença do ex-presidente Lula. Deixo claro que não é questão de compartilhar ou não as idéias dele, gostar ou não do que ele fez, mas é uma questão de ética.

Todo mundo sabe que o SUS é ruim sim! Mas tem gente que esquece que em países, como os EUA, não existe sistema público de saúde. Simples assim: ou paga, ou morre ou perde tudo o que tem.

E muito até disso... independente de como/quem/o que seja... devemos JAMAIS ridicularizar questões de doenças, simplesmente porque não sabemos nosso futuro e nem daqueles que a gente ama. Então, antes de ficar falando merda, a gente deveria verificar novamente nossas consciências. 

2. Achei o filme "Weekend" hoje na net! Doido para ver! Mas queria passar aqui primeiro para falar isso! Já tô imaginando como vou ficar vendo o filme! Vamos sonhar, né, gente!


3. Esta reportagem mostrada pelo blog Homossexualidades sobre crianças homossexuais e transsexuais está fantástica. É legal ver que se está pensando mais sobre isso e que existem pais que compreendem isso. 




4. Vem Britney!!! 

Ótimo restinho de feriado para todo mundo! E vamos lá porque o fim de semana tá chegando!!!

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

11

 A minha priminha de 11 anos colocou isso no Orkut dela (Ok, gente! Desculpa, tá! Sim, eu ainda tenho Orkut!)... olha que fofo!!! Orgulho do primo!!! Com uma mente aberta assim!!!

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Sobre documentário gay abaixo!

Gente... pode escrever de novo? Essa vontade de vir aqui e poder falar um pouquinho sempre me dá uma coisa boa! Mesmo que tenha um monte de preguiçosos que não deixam nem um "oi" aí! Hahaha! Mas ó... obrigado! Obrigado por aguentarem esse bobo aqui que vai viajando sobre a vida...

Passando aqui para falar que vi o vídeo daí de baixo e é interessante sim! Como sempre, infelizmente, a gente não vê nada disso de "polêmico" na tv do Brasil, então a gente tem que importar mesmo.

Resumindo o vídeo... de fato, os últimos anos tem sido de extrema importância. Embora esse vídeo não seja nada recente (creio eu que seja lá por 2005), mas a gente segue caminhando. E também já tem andado alguma coisa. É importante saber que nós gays estamos tendo mais visibilidade e respeito a cada dia que passa. Infelizmente tem muito preconceito ainda para bater, mas estamos lutando contra isso também!
Uma coisa no vídeo, que é verdadeira, é sobre a sexualidade. Sim, eu acredito que ela seja mais aberta  mesmo entre os homossexuais. E, de fato, isso é uma das coisas que mais geram visibilidade. O vídeo explorou pouco o que eu chamo aqui no blog de "o outro lado do outro lado", ou seja, a parte menos sexual e mais afetiva e "psico-sócio-filosófica" de ser gay, mas quem entende o que eu falo sabe que isso é mais restrito no sentido de ser vísivel e, portanto, é muito menos exposto.


Enfim... muito bom expor mesmo, se for em um bom sentido, porque a gente existe e é muito mais que dinheiro também (o vídeo fala disso!). E eu não vou ficar porque somos fantásticos porque queremos ser felizes sem querer a infelicidade de ninguém ou porque a gente aceita todos como são, porque senão ficamos convencidos! Haha! E, infelizmente, uma coisa que dá força é a indignação com tantas vidas perdidas pela ignorância e ódio. Pretendo nunca mais saber de coisas como essas, mas sei o quanto é difícil nesse mundo de imbecís que vivemos. Portanto, o que eu puder fazer para melhorar isso, vou fazer!

E porque a gente é, pode e será sempre mais feliz, vale esse vídeo lembrado no vídeo... Xtina! (quando nem era conhecida assim, eu acho!)


Ahhh... só para lembrar... #HOMOFOBIANÃO!!!

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Check it out

Só deixando duas coisas boas do dia...

Primeiro é essa reportagem aqui:

O psicanalista explica por que a homossexualidade incomoda tanto?

 E esse vídeo aqui indicado pelo @SergioViula, que parece ser muito bom! (Eu não consegui ver ainda... e não vou conseguir agora pq tô morrendo de sono!!! Mas fica a dica!)



Boa noite!!! E vamos que vamos porque terça já é quase quarta e isso é perto do fim de semana!!!

Conversa (a)fiada...

Com uma colega hoje na internet...

Ela: Se eu te perguntar uma coisa, você promete não ficar chateado? Por favor...

Eu: Claro!

Ela: Tu é hétero?

Eu: kkkkkkkkkkkkk. Morri! Claro que não!

Ela: kkkkkkkkkkkkk. Perguntei pq às vezes tu fala q nem hétero.

Eu: Eu? Quando? Gente... eu sou homem, né! Mas sou hetero não! Coisa boa ser gay, filha! kkkkkkkkkkkkk

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

A vida tá boa...

...mas pqp... onde se arruma um Darren Criss pra ela ficar melhor???

Não costumo postar coisas desse tipo, mas esse sorriso 
♫ makes my walls come down, doooown ♪...


#CarenteDetected

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Qual é???

Eu simplesmente não consigo acreditar nos absurdos que eu tive que ler ontem. Um tal pastor twitou algo que me tinha no meio. Eu, como um ótimo investigador, fui verificar do que se tratava.

Tratava-se de um texto escrito por ele falando da salvação que temos que buscar, já que, segundo a bíblia, nós (gays - ativos e passivos!!! Sim... diz ele que isso está na bíblia!!!!) somos pecadores.

Desculpa, não tenho paciência com aqueles que utilizam da blindada fé e ignorância alheia para dominar. Para mim, não tem muita explicação, porque é isso. Não faz nenhum sentido! Quem fala tanto em salvação de almas e de como todos (os não gays, claro) são iguais perante a Deus  se prendem tanto ao ódio, em um desconhecimento profundo do que acontece no mundo! 

Mas perai... Deus não era amor? Até hoje eu não entendo como eles próprios não cumprem aquilo que eles mesmo falam. Bem, isso é obvio: é um discurso político; eles querem tirar proveito daqueles que, sem instrumentos para se defenderem, são convertidos, abduzidos por um discurso infame. Não tem muito direito de pensamento; alias, não tem nenhum. Não foram feitos para pensar - estão ali simplesmente para abrirem suas carteiras e datem o máximo que puderem, afinal é assim que a salvação vem - através dos dízimos que engordam os bolsos daqueles senhores-maquinas de produzir alienação.

E, sinceramente, já não tenho argumentos contra eles. São podres, são abomináveis! E desculpem-me se eu não sou culto o suficiente para oferecer um vocabulário tão baixo quanto eles!

Eu queria agradecer esse pastorzinho de merda por estragar o meu dia de hoje! Por não ter tido a capacidade de pensar muita coisa além da ignorância humana.

Para melhorar meu dia, eu vejo essa reportagem e a imagem aí embaixo. O menino canadense Jamie Hubley de 15 anos concluiu o processo de tirar seu direito de uma vida decente. Vale traduzir todo o texto dele:


"Eu sou um acidente do amor

Bem, eu estou cansando de viver, de verdade. Isso é muito difícil. Me desculpe. Eu não posso aguentar isso mais.

Primeiro, eu gostaria de mencionar meus amigos Nancy, Abby, Coloon, Jemma e Kasia.

Ser triste é triste : /. Eu estou sendo assim por muito tempo. Eu não suporto a escola. Eu não suporto a Terra. Eu não suporto a sociedade. Eu não suporto as cicatrizes no meus braços. Eu não suporto merda nenhuma.

Eu também não que meu pais pensem que isso é falha deles... eu amo minha mãe e meu pai. Isso é apenas muito difícil. Eu não quero esperar mais três anos. Isso dói demais. Como você vai saber se isso um dia vai melhorar? Não vai.

Eu acertei a porra da pedra muito forte e cai na rachadura. Agora eu estou preso.

Meus cantores favoritos foram Lady Gaga, Adele, Katy Perry e Jessie James, Christina Aguilera e a favorita entre eles eu acho que a KASIA!!! Eu AMAVA cantar e ela me ajudou muito. : | Eu não sou tão bom, na verdade :*/. Eu vou sentir saudade de vocês, pessoal.

(Bem, você sabe quem você é, mas para as pessoas que não gostavam de mim (muitas), um grande vai se fuder. Vai montar em um unicórnio. Mas que seja, eu amo você de qualquer forma.]

Lembre de mim como um unicórnio :3 x) Talvez na próxima vida, eu vou ser um esquilo voador :D

Eu vou voar para longe."

Será que as pessoas não sentem isso? Será que nada passa na cabeça delas? Era uma criança de 15 anos!!! Como as pessoas não entendem que elas roubam a chance de pessoas de viver com o preconceito delas? Como não entendem que elas que elas matam? São assassinas!!!

O que eu estou sentido é além de indignação! Eu não sei o que dizer dessas pessoas! Nem o que dizer para elas! Elas deveriam tirar suas conclusões do que elas estão causando!

Elas não mataram só um menino de 15 anos lá no Canadá. Elas matam diversos outros que acreditam em mundo melhor! Mas a gente tá aqui! E vamos estar! Vamos desafiar o que vier para frente, para poder não ouvir ou ler coisas como essa! Chega! Basta! Qual é??? Qual é???


QUANTOS MAIS DE NÓS O PRECONCEITO VAI TER QUE LEVAR, HEIM??? 
ESSES GAROTOS MORRERAM POR PRECONCEITO!!!